sábado, 6 de setembro de 2008

Provérbio trocados

Eu acho que os provérbios são um pouco como os preservativos: dá sempre jeito ter um à mão; há para todos os gostos e feitios; podem ser usados nas mais variadas situações.

Se alguém leva duas tampas de uma mulher, por exemplo, tanto pode ser optimista e dizer que à terceira é de vez, como pode ser pessimista e dizer que não há duas sem três. De resto, os provérbios são tão maleáveis que eu posso pegar em dois provérbios, baralhá-los e ainda assim fazem sentido. Eis alguns exemplos:

Entre marido e mulher... não vás sem ser convidado
Em boda e baptizado... não metas a colher

Quem sai aos seus... tarde ou nunca se endireita
Quem nasce torto... não degenera

Cão que ladra... não se olha o dente
Cavalo dado... não morde

Em tempo de guerra... quem tem um olho é rei
Em terra de cegos... não se limpam armas

Quem vai à guerra.. tem medo
Quem tem cu... dá e leva

Santos da terra... não pagam dívidas
Tristezas... não fazem milagres

Quem muito chora... pouco aprende
Quem muito fala... pouco mija

Quem não chora... não petisca
Quem não arrisca... não mama

Em casa onde não há pão... vai à adega e prova o vinho
Em dia de S. Martinho... todos ralham e ninguém tem razão

O fruto proibido... sai caro
O barato... é o mais apetecido

Quem canta... é que toca viola
Quem tem unhas... seus males espanta

Quem tem boca... mete-se em trabalhos
Que se mete por atalhos... vai a Roma

22 comentários:

Jorge Bastos disse...

O que eu não me ri à conta deste...muito, muito bom!

Germano V. Xavier disse...

Saudações!

Passei por aqui!
Gostei do blog!

Abraços pernambucanbaianos...

Germano
www.clubedecarteado.blogspot.com

Jorge Pessoa e Silva disse...

Viva Jorge


Eu também e ri a escrever...

Um abraço

Jorge Pessoa e Silva disse...

Viva Germano, o rei do carteado


abraços lusos

Léa disse...

Um que meu primo sempre diz:

Quem com ferro fere, tanto bate até que fura...

Deus me livre...rs

Jorge Pessoa e Silva disse...

rs... rs... rs...

Viva Léa, o tanto bate até que fura também se pode aplicar ao entre marido e mulher... rs...

Beijinhos

Pax disse...

Quem lê o que escreves... seus males espanta.
Não rima mas também bate muuuuito certo!

Beijos :)

vita disse...

Eh eh tu até me baralhaste homem..looool

Beijoooooo olhito azul

Jorge Pessoa e Silva disse...

Viva Pax

Quem tu uma amiga como tu... só apetece dar beijinhos até ficares com as bochechas vermelhas... rs...

Não rima, mas era mesmo o que me apetecia... rs...

Beijocas

(Já te disse que sou muito beijiqueiro, não já? rs...)

Jorge Pessoa e Silva disse...

Viva Vita

Não tanto quanto me costumas baralhar a mim... rs... rs...

Beijiiiiinhos de pudim de ovos... rs... (comi há pouco o segundo e estava tão bom...rs...)

Sininho disse...

Quando eu era criança fazíamos uma baralhação parecida... mas de outra forma. Depois da primeira frase do provérbio misturávamos "debaixo dos lençois" e no final do provérbio "entre as pernas". Há alguns que ficam engraçados :) Por ex: Entre marido e mulher debaixo dos lençois... não se mete a colher entre as pernas, ou em casa de ferreiro debaixo dos lençois....espeto de pau entre as pernas, quem nasce torto debaixo dos lençois......... e por aí adiante :p

Pax disse...

Ehehehe,
Olha que mesmo apesar disto ter vidro, já estou toda lambuzada!

Beijos :)

Jorge Pessoa e Silva disse...

rs... rs... rs... rs... rs..

Sininho

Acabaste de chegar e já estou em dívida enorme contigo... Um dos dias mais inacreditáveis da minha vida foi passado em Luanda, há dois anos, a rir entre a hora do almoço e o deitar... Mas a rir mesmo, como poucas vezes me aconteceu na vida, com um amigo. Exactamente porque começámos com essa brincadeira, achámos graça, começámos a picar um ao outro, olha fiquei até com dores musculares na barriga.... Estavamos num grupo grande e houve até quem tivese pensado que algum insecto nos tinha picado para estarmos assim...

Meus Deus, foi tão divertido nesse dia...

Obrigado Sininho

Jorge Pessoa e Silva disse...

Pax, agora imagina como estão os meus lábios... rs... é como está o meu visor... rs...

Beijocas

Pax disse...

Ehehe, vou começar a fazer como os miudos pequenos quando lhes dão beijos. Cada vez que abrir o teu blogue limpo logo a cara!

:)

Jorge Pessoa e Silva disse...

rs.. rs.. rs..

Acho bem, Pax, até porque por norma eu ando a comer bolos cheios de creme ou chocolates... rs....


Beijocas besuntadas de chantilly. rs... rs...

Pax disse...

:)
Vou passar a trazer guardanapos. De papel, nao bolos...
;)

Jorge Pessoa e Silva disse...

rs... rs... rs... rs...

... que pena, o bolo guardanapo é tão bom... rs....

Beijinhos açucarados

Lis disse...

Só tu!! loool

Mas olha que até tem lógica.... principalmente aquele do "quem tem cu, dá e leva!" looool (brincadeira)!

Beijinhos

Jorge Pessoa e Silva disse...

Lis


rs... rs...

Claro que tem lógica... rs... Na brincadeira ou não... rs...

Beijinhos

Canuca disse...

"Em boda e baptizado... não metas a colher"...temos que contar este provérbio aos inspectores das Finanças lol.

Acho que estes provérbios ficaram a fazer muito mais sentido agora lol ;).

Beijinho

Jorge Pessoa e Silva disse...

Viva canuca


Eu estar a gastar a minha língua para convencer os fiscais? Que perda de tempo.... rs... Prefiro gastá-la com outras coisas... rs... Como comer bolos, que é que estavas a pensar? rs...