terça-feira, 20 de maio de 2008

Poderes ocultos

Não será por falta de ajuda especializada que os portugueses deixarão de resolver os seus mais sérios problemas. Basta abrir a secção de anúncios do Correio da Manhã, por exemplo, para termos à nossa escolha uma grande variedade de mão de obra qualificada nas artes do oculto, da magia branca, do espiritimo, etc, etc, etc...

A grande vantagem destes profissionais é que são polivalentes. Não há amarração, inveja, falta de sorte, desgosto amoroso, negócio falido ou doença estranha que eles não resolvam.

Depois de consultar os anúncios em causa, tenho algumas reflexões a fazer:

1 - O professor Bambo comete um tremendo erro de marketing junto dos portugueses ao gabar-se de já ter ajudado «notáveis políticos».

2 - O professor Abdoulaye e o professor Karamba garantem que são conhecidos por «grandes personalidades do Mundo inteiro». Desculpem lá, se isso é verdade,o que é que vocês estão a fazer num pequeno país, e sem dinheiro, como Portugal?

3 - Sara e Soares não me parecem escolhas de nomes muito felizes. Entre tantos anúncios, é mais provável que as pessoas sintam que há maior competência em profissionais como Mustafa, Mamadou, Guirassé, Bambo, Karamba ou Alaje.

4 - Porque diabo é que eles se intitulam todos de professores? São contratados para resolver problemas ou para dar aulas?

5 - Bem, nem todos são professores. Existe uma "naturista". É espanhola e ajuda a tratar de todos os assuntos com «energias positivas». Quando se fala em naturista só me lembro de praias, ar livre e... nudismo. Mas isso é a minha mente masculina e perversa a funcionar. Mas não deixaria de ser uma «energia positiva».

6 - Há um «vidente» que trata de tudo «com seriedade». Bem, sendo assim, talvez escolha este.

7 - Depois de publicar este post, espero que tenham a consciência de que pode ser o meu último... Desafiar tantos poderes ocultos num único dia não me parece ser uma decisão inteligente da minha parte...

28 comentários:

PDuarte disse...

Eu por mim só vou à Maya.
Obrigado pela visita.

Jorge Pessoa e Silva disse...

Obrigado eu, pduarte. A porta está sempre aberta. Quanto às opções de cada um, há muito que deixei de me meter. Eu, por exemplo, não gosto de me leiam o futuro. Nas cartas, nos búzios no que quer que seja. Se é para me darem más notícias, prefiro não saber. Se são boas notícias, estragam-me a surpresa. Mas isso sou eu, que até tenho cada pancada... Abraço amigo.

Joana Dalila Santos disse...

Será que dizem os números do Euro Milhões?

A.Mello-Alter disse...

Obrigado pela visita.
Eu prefiro a Bruxa do Computador.(praça da alegria)
Mas também gosto do Prof.Karamba, do Tio Zé e do Dr Santana Lopes.

Jorge Pessoa e Silva disse...

Joana, anotei a tua pergunta e eu próprio fui investigar. Parece que os professores sabem todos a chave do Euromilhões, mas não a divulgam por três razões:
- Para evitarem tumultos à porta do consultório;
- Porque se 10 milhões de portugueses acertassemn no Euromilhões não dava nada a cada um.
- Eles próprios não a usam por, segundo dizem, só terem autorização "superior" para sacarem dinheiro a uma pessoa de cada vez.

Jorge Pessoa e Silva disse...

Caro Alex, obrigado pela gargalhada. Não me tinha lembrado de Pedro Santana Lopes, um mestre na arte da previsão, que até já adivinha que vai ser primeiro ministro em 2009. Em matéria de piada, gosto muito do Alexandrino. A ele devemos esse fantástico slogan do "firme e hirto..."

Miguel Barroso disse...

A única certeza que tenho é que não sei o amanhã e gosto do Prof. Pardal e suas isotónicas invenções.

Mas tenho um ocul(t)ista que diz: "Eu, passado?!?...presentemente só futuro! Repare:

As sobrancelhas em forma de algeiroz das cartomantes não são eternas.

Vende-se sandália usada na última ceia.

O ciente tem sempre razão.

Curam-se maleitas através de nódoas de mostarda.

O meu relógio não pára: tique tara tique tara tique tara tique tara tique tara tique tara tique tara tique tara tique tara tique tara
tique? pára...

As cartas dizem que existe coito no prostíbulo.

Exerço terapia a lemures com guelras.

O meu Bilhete de Identidade é apócrifo.

A tatuagem procura um corpo filantropo.

Toda a osmose faz xixi.

Temos Magia Cinzenta!

Hoje os búzios estão macambúzios.

A Beyoncé irá envelhecer.

Borra de café no colarinho, sinal que existe vinho.

Faço horóscopos cármicos.

O meu Tarot é robot.

Para momento Zen, oráculo com pen.

Hip not ismo? Hoje só Hiphopsismo.

Exorcismos a coentros abstinentes.

São Cipriano esteve cá, mas foi ver o mail.

Feitiço, feitaquilo...

Há chá da Pérsia.

Teclo no PC à distância.

O grande jogo do destino é o destino não jogar este fim de semana.

A análise numerológica inclui, só para si, números.

Defumações só com fumo.

Se tem praga, tem república checa.

Anis estrelado, só ovo.

Poção para pentes sem dentes para carecas.

Incenso demográfico.

Se cair outra vez será uma recaída.

Azeite litúrgico sem gordura.

Voodoo sem Child, pedofilia não.

Levo dinheiro."

Miguel Barroso disse...

"E se alguém ouvir as minhas palavras, e não crer, eu não o julgo; porque eu vim, não para julgar o mundo, mas para salvar o mundo. Disse-lhes Jesus: Desligai-o, e deixai-o ir"

Miguel Barroso disse...

"O segredo da Busca…"

O segredo da Busca é que não se acha.
Eternos mundos infinitamente,
Uns dentro de outros, sem cessar decorrem
Inúteis; Sóis, Deuses, Deus dos Deuses
Neles intercalados e perdidos
Nem a nós encontramos no infinito.
Tudo é sempre diverso, e sempre adiante
De [Deus] e Deuses; essa, a luz incerta
Da suprema verdade.

Primeiro Fausto
O. C., VI v., 1952, p. 79.
Fernando Pessoa - Poemas Ocultistas

Miguel Barroso disse...

- Que farás tu, meu Deus, se eu perecer?

Que farás tu, meu Deus, se eu perecer?
Eu sou o teu vaso - e se me quebro?
Eu sou tua água - e se apodreço?
Sou tua roupa e teu trabalho
Comigo perdes tu o teu sentido.

Depois de mim não terás um lugar
Onde as palavras ardentes te saúdem.
Dos teus pés cansados cairão
As sandálias que sou.
Perderás tua ampla túnica.
Teu olhar que em minhas pálpebras,
Como num travesseiro,
Ardentemente recebo,
Virá me procurar por largo tempo
E se deitará, na hora do crepúsculo,
No duro chão de pedra.

Que farás tu, meu Deus? O medo me domina.

(Ele mesmo, o nosso RILKE)

Miguel Barroso disse...

"Passear pela vida é não estarmos quietos no passeio a vê-la passar"


(Miguel Barroso, felizardo profissional)

Jorge Pessoa e Silva disse...

O verdadeiro artista sabe quando sair do palco para que os holofotes incidam sobre o verdadeiro talento. Me curvo perante um alquimista da escrita. Porque Jesus também disse: «este Miguel faz-se». E se não disse, deveria ter dito.
Um aplauso deste teu já admirador

Miguel Barroso disse...

Um dia disseram-me: bis, bis! hás de escrever até aprender!

Bem tento e intento, atento.

Jorge Pessoa e Silva disse...

Um dia disseram-me: pára, pára! hás de aprender até escrever!

Bem tento e intento, sem tento!


Um abraço, Miguel. Também por me dares a oportunidade de fazer musculação. Intelectual, claro está. Não é fácil seguir o teu ritmo e o teu cirúrgico sentido de humor. Mas é gratificante a escalada

D.Antónia Ferreirinha disse...

venha a ajuda que eu bem preciso.
De todos qual será a melhor das opções?AHAHAH.
Passei para agradecer a visita e dizer que após um dia estafante não vou cuscar o blogue nas devidas condições mas voltarei com tempo , para o fazer.
Beijinho.

Jorge Pessoa e Silva disse...

É uma honra receber D. Antónia Ferreirinha. Seja bem vinda a esta humilde casa. Fico feliz com a promessa de voltar. E estou disponível para ouvir as críticas construtivas e destrutivas. Se quiseres também podes dizer mal...
Beijinho também

Miguel Barroso disse...

ó alquimia! Ó poeta! Ó visionário!Tolos são vocês três, tentando transformar tinta em fado!

Miguel Barroso disse...

DE RERUM NATURA

Alheios ao destino
dos mortais

além das nuvens
claras e sombrias

vivem os deuses
raros nas alturas

livres de enganos
dores nostalgias

da morte vil
que aos poucos nos invade;

da chuva de átomos
em que se evade

indefinidamente
a natureza

em sua eterna
mas avara empresa

de reunir
os átomos-enxame

seguindo a força rude
do cliname,

compostos provisórios

que se desfazem
noutros repertórios:

estrelas, águas
nuvens, tempestades,

cristais, abelhas,
glórias ou cidades,

e flores, pedras
corpos, consciências

– figuram
como pálida aparência ...

e acima desse
mundo sempre em guerra

acima
da miragem dessa terra

repousam
esquecidos nos meatos

mais livres
os celestes, mais beatos

Marco Lucchese

Miguel Barroso disse...

E estou de longe,
Compadecida,
Minha vigília
É anfiteatro
Que toda a vida
Cerca, em frente.
Não há passado
nem há futuro.
Tudo que abarco
Se faz presente

-Cecília Meireles!

Miguel Barroso disse...

001 - EXÓRDIO



Levamos fogo, não esponjas,

ao trono sujo do excremento,

disputando o mesmo vazio

de uma estrela no firmamento;



jarros negros e estrelas, tudo

é uma busca de conteúdo;



ou somos renúncia ou cobiça,

atravessando esses planaltos

feitos de cinza movediça;



mas todos estamos em casa,

como os vôos dentro das asas.


-Alberto da Cunha Melo

Miguel Barroso disse...

A tékhne de Aristóteles dá-me lume e logo divago alagado nas algas:

existo no rio, rio da existência, logo ou no entanto?

Miguel Barroso disse...

Poesia aliterativa saxónica, com a da vizinha supersónica. O regurgitar dos gatos travestidos e a polémica dos sisos.
Mas que tem o poder oculto com isto?

Tudo.

Não valem as minhas elipses de sentido tanto como uma carta?

Nada.

Jamais Jacarta me acarta construindo um corvo, de trás para frente.

E eu só sei de blogs e galinhas....

cócocrocóck

Miguel Barroso disse...

delírio, distorção, utopia, sinestesia e o gato da vizinha que procria.
Caro Jorge Pessoa e Silva, desculpe ilustrar a sua página de comentários. As mãos não param e eu também tenho cada pancada...

Jorge Pessoa e Silva disse...

Meu caro e amigo Miguel. Faça deste espaço um mural de graffiti literário, sem ordem que não a imposta pela imaginação. Imaginação delirante? Sofucante? Compulsiva? E isso interessa? Provem-se as palavras, beba-se vinho, haja festa neste espaço. Alguém há-de apanhar as canas desse seu fogo de artifício. Tivesse eu esse talento.

Miguel Barroso disse...

Caríssimo, o meu muito obrigado! Poderá ver excertos e acrescentos pianississimamente no EU, SER IMPERFEITO.

maria porto disse...

Hoje vi um "pai de santo", no jornal de notícias, que ajuda a tirar a carta de condução! Woohoo!

Jorge Pessoa e Silva disse...

Bem vinda Maria Porto e obrigado pela gargalhada. Eu também conheci um desses. Fazia uma "reza" e... pronto, lá estava a carta de condução, prontinha a usar, sem necessidade de aulas... Custava 400 euros...
Obrigado pela visita. Volta sempre.

La Noia disse...

Ah eu cá vou ao Professor Chibanga! Não sabem quem é? Pois ora vejam e escolham por voces!
ainda levam insultos a borla! Categoria!
http://www.youtube.com/watch?v=qXXYhQhiBI0