quarta-feira, 21 de maio de 2008

Delírios

Ler revistas permite-me assimilar informação deveras interessante. E ter alguns delírios também:

1 - «Mathieu Amalric, actor francês que será o 22.º inimigo de James bond, admitiu em Londres ter-se inspirado para a personagem no sorriso do ex-primeiro ministro inglês, Tony Blair, e nos olhos do presidente francês Nicolas Sarkozy.»

Ao que Rio, Logo Existo apurou, José Sócrates colocou Mathieu Amalric em Tribunal, por plágio. E vai fazer tudo para boicotar o filme em Portugal. E quando a produtora lhe perguntou quem era ele para fazer boicotes, o nosso primeiro respondeu: Sócrates, José Sócrates...

2 - «Johnny Depp confessou recentemente que no início da carreira tinha vergonha de se declarar actor e apresentava-se antes como carpinteiro...»

O nosso blog sabe também que há professores que já relataram fenómenos idênticos de crianças que dizem ser filhos de pasteleiros por vergonha de admitirem que os pais jogam no Benfica...

3 - «Um milhão de álbuns não vendidos do cantor Robbie Williams já têm destino, segundo o The Guardian: pavimentar estradas na China.»

E que culpa é que os chineses têm?

4 - «O secretário norte americano da Defesa, Robert Gates, recebeu recentemente Bono e surpreendeu o mundo com a afirmação "eu pensava que U2 era um avião...»

???????!!!!!!!!!!! O Bush escolheu-os a dedo... Deve ser para não destoar... Só espero que não pensem que poste de iluminação é supositório para a dor de cabeça...

5 - «Sem impostos, o litro de gasolina custaria ao consumidor português cerca de 60 cêntimos...»

É por estas e por outras que eu tenho vaselina sempre à mão...

16 comentários:

Joana Dalila Santos disse...

LOL

Miguel Barroso disse...

1-Como ficaria o José Sócrates com o olhar à Benicio del Toro? Nada condizente com a vozinha esganiçada de Speedy Gonzalez

2-Curiosamente, Harrison Ford assumia-se carpinteiro antes de ser actor. Vergonha maior que jogar no Benfica devia ter quem teve a iluminada e estúpida ideia de fazer um cartão de sócio da selecção. Eu por os mandar fod*r serei menos patriótico?

3-Será proporcional à quantidade de tinta que o The Guardian perde a falar disso? Que culpa temos nós que os incomode que o Williams não seja chinês?

4-O problema de Gates é levar-se demasiado a sério e quando pretende ter humor ver uma sitcom de mau nível a espicaçar o cérebro para poder ter graça. Que obviamente não tem, a menos que o consideremos para personagem de uma sitcom de mau nível.

5-Pois, mas mesmo com vaselina ao pé, esse exercício jornalístico de calcular quanto custaria um tubo de vaselina se fosse feito em casa é irrelevante e menosprezador da importância da problemática. O problema não é quanto sem impostos, mas quanto custa. Ou quem escreveu isso pensa que tudo deveria não ter impostos?
Também eu teria prazer se a minha avó fosse viva, sei que não é mas existe porque nela penso e sinto

*************Caro Jorge, obrigado por este momento.*************************

Abraços

PS - Se quer continuar a rir visite o meu último post no EU, SER IMPERFEITO.

Miguel Barroso disse...

O nosso PM é muito engraçado. Ri como uma hiena, fuma em aviões, e melhor que tudo, trata-nos bem...

Miguel Barroso disse...

Se algo existe que acho intragável e me faz vomitar desde a vontade ao tapete do vizinho é a demagogia bacoca e intelectualmente pobre do sr. José Socrates, além de outros alegres personagens que temos na palete...

Jorge Pessoa e Silva disse...

Obrigado Joana, batava uma só pessoa ter rido para me sentir feliz. Beijinho e obrigado também pela tua companhia

Jorge Pessoa e Silva disse...

Viva Miguel. Sem ofensa para ninguém, às vezes vejo mais o primeiro como Toro do que como Benito. Estou sempre à espera para ver onde vai investir...

Mandar foder não só é patriótico como um acto de cultura. Quem lê Bocage sabe do que estou a falar.

Até o Guardian nos deixa, por vezes, com os olhos em bico.

O problema não é o imposto, é ele ser bem maior do que o custo do produto. Como fumador, condutor e trabalhador por conta de outro sinto-me, por vezes, revoltado.

Irei ler seu blog. Como o fiz ontem. Até escrevi um comentário longo, mas consegui apagá-lo sem o enviar. Por pouco não parti o computador, erritado...

Miguel Barroso disse...

Caro: não parta o computador, se não o enviou, talvez fosse um qualquer poder superior a não querer que o enviasse, talvez o superior J. Sócates, alguém anti-Bocage, um guardião de bico em punho ou algum impositor de impostos impostor.
Leia os dois blogues, sendo que um é poético e o outro poético.

DelfimPeixoto disse...

É doce lembrar quem nos marcou... felizmente a minha primeira professora foi a minha mãe que leccionou a´+e aos setenta anos... foi a " MINHA PROFESSORA"... e ainda hoje, depois de ter tido a amputação deos seios e ter perdido um filho há poucos meses +e uma mulher que me ensina e me dá lições de vida... é a MELHOR PROFESSORA que eu conheci, além de ser minha mãe, claro... com 85 anos ainda ensinava muitos de nós, professores... porque fazia uma coisa que é rarissima: A;AVA os seus alunos.... / desabafos) Sou romântico por Natireza, mas sei que ainda hoje hverá professores como a minha querida mãe.... ( desculpa o desabafo)
Araço sentido

Jorge Pessoa e Silva disse...

Caríssimo Delfim Peixoto. Obrigado por partilhar comigo esse seu sentimento. E, de facto, eu poderia ter escrito no seu blog que o meu primeiro grande professor foi o meu avô. De Terras de Bouro, imagine... Ainda eu mal sabia juntar as letras e já ele me lia Romeu e Julieta, entre tantos clássicos. Ele que apenas andara na primeira classe, que aprendeu por si e que tinha uma biblioteca invejável. Que me declamava poemas e me fez gostar de Bocage, autor que ele escolhia muitas vezes por achar que eu me ria mais. E ria.
Obrigado por mais esta viagem

Miguel Barroso disse...

A propósito do riso logo existência:

"Desejo por sinal que você seja triste,
Não o ano todo, mas apenas um dia.
Mas que nesse dia descubra
Que o riso diário é bom,
O riso habitual é insosso e o riso constante é insano."

Victor Hugo


...o melhor é rirmos diariamente

Miguel Barroso disse...

Uma gargalhada provoca aceleração dos batimentos cardíacos, elevação da pressão arterial e dilatação das pupilas.

Miguel Barroso disse...

"Segundo o escritor húngaro Arthur Kostler (1905-1983), o riso é um reflexo de luxo, que não possui utilidade biológica."

Não concordo, mas aqui fica este hilariante depoimento.

Miguel Barroso disse...

"Não há critério da verdade senão não concordar consigo próprio.
O universo não concorda consigo próprio, porque passa.
A vida não concorda consigo própria, porque morre."

Lembrou-me esta frase de Pessoa o meu último comment.

Vou cafezar, caro Jorge...

Jorge Pessoa e Silva disse...

Caro Miguel, eu gosto de citar Andrew Mason quando diz que «Se rir muito, quando for velho as suas rugas estarão no sítio certo».
Abraço

Miguel Barroso disse...

Enugadas são as almas, não os velhos. Tenho fotos de rugas belíssimas!

LNeves disse...

eu pensava que U2 era um avião...»

LOLOLOL É americano, fazer o que???

E o comentário da vaselina foi muito bom!!!!

***MUAH***