quarta-feira, 16 de abril de 2008

Injecção letal

O Supremo Tribunal dos Estados Unidos, numa votação de sete juízes contra dois, decidiu que a morte por injecção letal, por sentença judicial, não é anti-inconstitucional, conforme pretendia um advogado, invocando que o método e as substâncias usadas provocavam um enorme sofrimento.
Até aqui pouco tenho a dizer, a não ser repudiar a pena de morte. Mas o que mais confusão me fez neste método é a obrigatoriedade de serem usadas seringas descartáveis, devidamente esterilizadas. Quer dizer: matar um condenado ainda vá que não vá, agora infectá-lo com alguma doença é que não...

2 comentários:

A.J. disse...

XD... Vai que na autopsia descobrem que morreu com tétano ou coisa pior...

(BTW reparei que o teu filme preferido e tambem 1 dos meus XD)

BJS _/../

Jorge Pessoa e Silva disse...

Olá Ana. Tem piada... Obigado pelo comentário. Bjs...