sábado, 28 de fevereiro de 2009

Do you understand?



Calculo que neste restaurante também se venda, por exemplo:

1 - Potatos punch
2 - Cheese from saw of star
3 - Codfish with everyone
4 - Cloth old
5 - Rice of kids
6 - Vaginas (Pipis)
7 - Little French

18 comentários:

Anónimo disse...

E para sobremesa...

Um baconzinho from the sky!

Sofia

Equilibrista disse...

rsrsrsrsrs....

Olá Jorge,

eu um dia no Algarve também vi na ementa de um restaurante que dizia: "Steak of the emptiness"
(espero agora que também não esteja mal escrito:p)

Um bom fim de semana

**

Fátima ( EAM) disse...

Oi Jorge,
isto agora fez-me lembrar de quando cheguei a Portugal e uma colega do 9º ano,em Cinfães, me pediu para dizer o nome de algumas equipas de futebol do Rio, lá fui dizendo algumas e citei o Botafogo que ela achou muita piada.
Passado alguns dias em conversa com outras colegas, ela pergunta: -Fátima, como é que se chama aquela equipa de futebol, é Deita Lume? rsrsrs
Jorge li algures no blog que vais na próxima semana, queria desejar-te uma óptima viagem e que a vida te sorria por lá.
Beijinhos.

provocação disse...

Ah ah ah, e termina-se a noite com um Joãozinho andante :p

Jorge Pessoa e Silva disse...

rs..rs..rs..

Viva Sofia

Diria que essa sobremesa é divinal..rs..
Beijinho

Jorge Pessoa e Silva disse...

rs..rs..rs..rs..rs..

Equilibrista


Dessa não me tinha eu lembrado. Mas também é fantástica...rs..rs..

Beijinhos

Jorge Pessoa e Silva disse...

Viva Fátima

Nasceu no Brasil? É brasileira? É que agora nem sei se hei-de tratar por tu ou você...rs...rs...rs... Eu tenho alguns amigos brasileiros e a esses só consigo tratar por você, mas o você do Brasil...rs...rs.. Já aos amigos portugueses não consigo tratar por você...rs...rs...rs..

Vou sim na próxima semana. E obrigado pela força.

Beijinhos

Jorge Pessoa e Silva disse...

rs..rs..rs...rs..

Viva Provocação

De facto, os espanhóis é que têm a mania de traduzir tudo... Ele o o Juanito camiñante, La famosa perdiz; a ouvir uma canção dos Piedras Rolantes...rs...rs...rs...rs..

Beijinhos

Fátima ( EAM) disse...

Sou Brasileira, nasci no Rio, mas já vivo cá há 29 anos. Chega a um ponto que nem sabemos muito bem de onde somos,mas as raízes também são de cá.
Na realidade quando ouvimos falar ou lembramos de onde nascemos sentimos sempre algo cá dentro, deve ser a tal da saudade, mas eu costumo dizer que a nossa terra é onde nos sentimos bem. Que isso também sirva para o Jorge já que vai para tão longe.
Quanto ao você ou tu, tanto faz. Às vezes baralho os dois.
Beijinho.

Jorge Pessoa e Silva disse...

Fátima

Eu costumo dizer que a minha pátria é a definida por Fernando Pessoa: a língua portuguesa. A lusofonia é a minha paixão e é por isso que espero sentir-me em Angola como em Portugal, tal como se fosse para o Brasil.

Eu às vezes também misturo as coisas e, só para dar um exemplo, nunca me rendi ao "LOL" para identificar uma gargalhada e assimilei das minhas conversas com amigos brasileiros o "rs"...

Minha cunhada é paranaense e tenho uma "irmã", de coração, não de sangue, carioca, além de uma grande, grande amiga em S. Paulo. Meu bisavô esteve quase 30 anos a trabalhar no Brasil, para sustentar uma pobre família que ficou numa aldeia perdida do Minho, pelo que estou convencido que tenho vários primos no Brasil... rs.. rs.. rs...

Com a força de Países como o Brasil e Angola e a influência que Portugal também tem, a lusofonia poderia colocar-nos a todos, como um bloco, como grandes potências do mundo.

Beijinhos

Anónimo disse...

Quase tão divinal quanto os pasteis from the land of Crist

Sofia

Jorge Pessoa e Silva disse...

rs..rs...rs...rs...rs...rs...


Bem lembrado Sofia... rs...rs...

**laura** disse...

Olá :D

Estas traduções são deliciosas!! eheheh Saídas directamente do mesmo dicionário do Zezé Camarinha! eheheh

É já esta semana que vais para Angola? Então, desejo uma Boa semana mesmo! Muita adrenalina, com certeza, muita expectativa e muita alegria! Beijinhos

Jorge Pessoa e Silva disse...

rs..rs...rs..

Laura

O dicionário é o mesmo e o objectivo também: comer.... rs...rs...rs...

É esta semana sim. Obrigado pela força.

Beijinhos

Fátima ( EAM) disse...

Oi Jorge,
A minha família é quase toda portuguesa, do concelho de Cinfães, distrito de Viseu. Acho que muita gente tem parentes que nas décadas de 50 e 60 foram para o Brasil. Meu marido foi para lá trabalhar com apenas 11 anos e ficou durante 30 (comentou isso quando soube que o Jorge falou do bisavô, ao que o meu filho respondeu: queres dizer que eu tenho lá muitos irmãos. rsrsrs)

Eu também acho que me adaptaria a qualquer país de língua portuguesa. Gosto de Portugal mas sinto saudade do clima e da alegria do povo que mesmo quando passa pelas maiores dificuldades consegue sorrir e até mesmo rir.
Felizmente convivo com muitas pessoas que vieram do Brasil (sabe que a maioria dos cafés, churrasqueiras, pães quentes do Porto são de gente de Cinfães que já viveu no Brasil?), e também vou "esbarrando" com pessoas como o Jorge que me faz esquecer os que não tem senso de humor e passam a vida a lamentar-se. Deve ser do clima ou do fado talvez...
Fico por aqui, senão nunca mais me "calo".
Beijinhos.

Jorge Pessoa e Silva disse...

rs..rs..

Fátima

Por mim pode falar o tempo que quiser, que eu adoro uma boa conversa... rs...

Percebo quando fala do estado de espírito de muitos portugueses. Será do fado? Somos uma mistura estranha, porque somos os menos latinos dos latinos. Saudosistas, com uma tendência para o fatalismo e a vitimização. Ora se há algo que eu sei que vou encontrar em Angola, como encontraria no Brasil, é uma alegria e um estado de espírito que até dá mais dignidade à pobreza... às vezes também me mexe com os nervos aquela filosofia do deixa andar; um dia de cada vez; cá se há-de arranjar; não vale a pena stressar... rs... rs... Se calhar são eles que vêm bem as coisas. Afinal, isto é apenas um modo de vida...rs...rs..

Beijinhos

Lize disse...

ahahahahahah xD ÉS DEMAIS!! ;D
Há coisas que não se traduzem... :P


Beijocas

Jorge Pessoa e Silva disse...

rs..rs..rs..

Viva Lize

... E há coisas que se traduzem mas que se soam igual em todo o mundo se forem ditas com o coração. Como sorriso e amizade, por exemplo...

(Enfim, hoje deu-me para o nostágico...rs..rs...)

Beijinhos