segunda-feira, 6 de julho de 2009

Humor negro. Ou branco


O título é bombástico e veio no Daily Mirror de ontem:
«Michael Jackson será enterrado sem cérebro»
Eu confesso que não percebo o espanto, já que ninguém pode ser enterrado com aquilo que não tem...
Levantam-se agora os fãs indefectíveis de Michael Jackson. Heresia, protestam.
Vamos por partes: eu sou fã do Michael Jackson cantor, compositor, dançarino. No fundo, do show-man. Se bem que acho que esta foi a morte mais lenta e duradoura de um artista que há anos deixou de o ser.
No mais, reservo-me a lamentar que tenha morrido em profundo desenquadramento consigo mesmo e com a vida. Mais do que a morte, lamento que em vida não tenha encontrado a paz de espírito e um sentido para a vida.
Por alguma coisa eu não tenho ídolos, tenho apenas artistas que gosto, a quem reconheço enorme talento.
Nunca chorei uma lágrima por qualquer artista famoso que tenha morrido. Só o faço por pessoas que me comovem e são importantes para mim como PESSOAS, qualquer que seja a actividade que desempenhem.
E fiquem com esta certeza: vai comover-me muito mais cada comentário que vocês deixarem no final deste post do que o funeral de Michael Jackson... Nem que seja para me insultarem...

14 comentários:

Equilibrista disse...

Pois, eu nunca fui muito fã do Michael Jakson, e mesmo depois da sua morte, não estive, como muitos, colada a ver reportagens e mais reportagens. Gosto de algumas músicas e não passa disso!
Ainda assim devo confessar e fiquei mais contente e condescendente com a pessoa em questão por saber que a sua "descoloração" não se deveu a um mero capricho, mas foi por motivos de doença!
Já ouvi algumas piadas sarcasticas e com uma certa piada acerca dele, ainda assim, não as contarem para não ferir susceptibilidades ;)

**

P.B. disse...

Eu sempre gostei de algumas músicas dele, e concordo que ele foi um revolucionário no mundo da música!
Mas, tal como tu, nunca chorei a morte de nenhum artista, apenas lamentei algumas tragédias.
Também acho que ele como pessoa nunca encontrou paz, nunca aproveitou para realmente viver, deu estes dias uma reportagem que um jornalista fez dele e deu para perceber que, de certo modo, nunca deixou de ser uma espécie de criança. Tinha atitudes um pouco chocantes para mim relativamente aos filhos. Mas pronto, paz à sua alma, pode ser que agora a consiga encontrar!

Beijinhos

Joao Filipe disse...

Grande Jorge

Estou contigo qd dizes q n devemos chorar por mortes POPulares como estas, ou mesmo por idolos.
Sim, eu tenho idolos. Um esemplo? João Garcia. É um exemplo de um ser humano sobrenatural. Gostava de ter a coragem de alcançar os feitos deste Homem. É um idolo para mim.
O Miguel Jacques não é de todo um idolo para mim. Não queria por nada alcançar o q ele alcançou. Nem mesmo ter o dinheiro que ele teve. Só lhe trouxe desgraças e para quem alcançou o q alcançou, morreu mais pobre do q qq um de nós.

A mim comove-me mais comentar o post do meu amigo Jorge do q o funeral de qq "Tabuleiro de Xadrez andante" q por aí ande.

Abraço

jc disse...

É pá!

À primeira, essa fotografia parecia do Zé Castelo Branco (o coisa). Uff, que susto. Afinal é o Michael Jackson...

Olha, Jorge

Concordo com tudo o que escreveste.
Assino por baixo

Grande abraço

Miss Shag well disse...

Ai ca bom!!! Este tópico dá para insultar...já sei onde posso vir descarregar o mau humor...loooool...

Preciso muito de ti...muito...no flashback, ali ao lado...loooooooooooooooool...

Bjsssssssssssssssss

PS: concordo totalmente com o teu post...:) ;)

Freyja disse...

Caríssimo Jorge!


Ah que saudades que eu tinha de te ler!

Ora pois bem, o MC falecido.
Lá no meu canto até publiquei um disparatado rabisco para aludir às consciências pesarosas de quem chora "baba e ranho" por uma "pessoa" que morreu, tendo em especial atenção que o falecido não salvou o mundo, nem pessoas doentes, nem tão pouco descobriu a pólvora (nem que fosse seca...).

Partilho totalmente da tua opinião. Lamento a morte de um artista, um Show-man, como dizes e muitíssimo bem, mas de facto nem lágrimas de crocodilo consigo verter perante tal perda para a humanidade! Quiçá um dia descubro o que tenho aqui, no lugar do coração, e ainda atiro o dito pela janela!

Anyway, parece-me infantil e recorrente á psicologia (ou psiquiatria) o detalhe amiúde da vida de um ser humano (?) que deixou indeléveis marcas neste século e, indiscutivelmente, para a posterioridade!


Agora, francamente muito me espanta que lhe enterrem o corpo (salvo seja) sem cérebro, e aproveito para conjecturar a terrível especulação de que o intuito de tamanha falta (ou nem tanto) se deva a uma tentativa absurda de um milionário fã, de lhe clonar a figura... Pessoalmente, espero que não seja por aí!
O que mais me assombra o espírito, tal como a ti, é como é alguém pode ser enterrado sem algo que nunca teve... isso faz-me lembrar os faraós, que eram mumificados, sem obviamente os produtos internos!
Será que o enterro sem cérebro almeja a repetição faraónica?!

Olha sabes que mais?
Já não aguento mais ouvir falar no MC, nem ouvir as músicas dele por todo o lado!
Pior que isto só viver no México e levar com a H1N1 a cada esquina!


Um Beijo, destilado! :)

Jorge Pessoa e Silva disse...

Viva Equilibrista


Diz-se tnto deleque já nem sei o que é ou não verdade. Mesmo na questão da descoloração.

Algumas piadas eu já ouvi. E algumas têm mesmo piada.

Beijinhos

Jorge Pessoa e Silva disse...

Viva P.B.

Nada a acrescentar. Apenas juntar-me a ti no paz à sua alma.

Beijinhos

Jorge Pessoa e Silva disse...

Grande Nico


Depois do último parágrafo só me apatece dizer: obrigado e um grande, grande abraço

Jorge Pessoa e Silva disse...

rs..rs..rs..

Grande JC


José Castelo Branco? Agora que falas nisso...rs..rs..

Grande abraço

Jorge Pessoa e Silva disse...

rs..rs..rs..rs..

Viva Joana

Descarrega à vontade que os amigos servem para isso mesmo... O problema é que ainda me iria rir que nem um tonto com o teu descarregar...rs..rs... E eu às vezes ainda irrito mais as pessoas quando elas querem descarregar e eu, em vez de ficar sentido ou de responder à letra, começo a rir-me...rs..rs..

Quanto à parte do flasback, dá-me uns minutinhos para ver se percebi o alcance da coisa...rs..rs... Isto hoje está difícil...rs..rs...

Beijocas

Jorge Pessoa e Silva disse...

FREYJA, VIVA

Podes acreditar que as saudes são recíprocas... Olha, e esse olhão é teu? rs..rs..rs..rs...

Pelo que soube mais tarde, a versão oficial é que os médicos legistas precisavam de mais tempo para analisar o cérebro em busca de substâncias toxicas que possa ajudar a explicar a causa da morte. E comoa família não queria esperar mais pelo funeral, vai sem cérebro.

Olha, espero que esteja tudo bem contigo. Foi bom rever-te.

Beijocas

Freyja disse...

Caro Jorge,


Este olho não é meu, é só uma fotografia do meu! hehehe


Então e... depois fazem tenção de lá enfiar o cérebro novamente? Todo cortado e despedaçado?
Isso não é um bocado deprimente, nem nada?
Quer dizer, o morto é autopsiado, enterrado e o cérebro fica num pote, transparente, em cima da lareira para recordar a todos o grande cérebro que era?!

Caroço!
Isso a mim parece-me no mínimo, dark!
Mas como a intenção é ver tudo às claras, certamente repararão que coisas claras, não lhe deve de faltar no cérebro, contrapondo com as dead zone...
(estou uma má lingua de primeira...)


E como dizia o Schwarz... I'll be back!
lol


Kiss!

Jorge Pessoa e Silva disse...

Freyja


Gostei da fotografia... Que olhão, mesmo! Quase tão bonito quanto o meu...rs..rs..rs..rs..rs... Desculpa, não resisti. Mas que é um olho lindo, lá isso é.

Boa pergunta a tua: o que vão fazer ao cérebro? Para museu? Esta malta para facturar dinheiro é capaz de tudo...

Má língua tu? Por vezes é no silêncio que se dizem as maiores atrocidades.

A parte que eu mais gostei no teu comentário foi o I'll be back...rs..rs..

Beijocas