segunda-feira, 27 de julho de 2009

Choques no pénis???!!!!!

Regresso hoje a uma das minhas rubricas favoritas: o estimado leitor. Ou seja, aquele espaço em que pego nas frases que as pessoas escreveram nos motores de busca antes de chegarem ao meu blog. Como, seguramente, as desiludi na altura, falo disso agora, não vão eles voltar.

1 - Quas são as posições sexuais para um cristão?

As mesmas que para toda a gente, que o sexo não tem crença religiosa. Agora, escolha as posições que não violentarem a sua consciência. Se quer jogar pelo seguro, a posição missionário é muito bem vista aos olhos do Criador. Eu tenho suspeitas que a grande maioria das outras também será apreciada, mas como estou a esgotar os meus créditos amealhados durante o seminário não vou arriscar...

2 - Extintor no cu

Amigo ou amiga, há maneiras mais consensuais de apagar um fogo... Mas dentro de quatro paredes faça como bem entender...

3 - Me mijei, caguei, chorei, calça

Saúde... E mais cuidado para a próxima... Cuidado com as bolas com creme e com o prazo de validade daquilo que come...

4 - Jogos de dar choque no pénis do homem...

Danado para a brincadeira... Olhe, assim de repente e sem pensar muito, o jogo mais radical que conheço chama-se Guilhotina... Vai ver o choque que dá ver-se sem ele...

16 comentários:

P.B. disse...

No meu estágio trabalhei com a guilhotina certa para o caso número 4 :) Nem vou dizer para o que era utilizada rsrsrs

Beijinhos

Miss Shag well disse...

Oooooooooooh!!! Pelo amor da Santa, que esses leitores nunca cheguem ao meu blog!!! AIIIIIIII!!! Medo...medo...medo...loooooooooool....


Bjssssssssssss

PS:também tinha direito a um disparate de crédito por me mandares fazer a depilação...eheheheheh

OBRIGATÓRIO CLICAR (aqui) disse...

Boa semana (na minha companhia)! =))





(Não me apetece comentar o post.)
Beijo. Meu.

Jorge Pessoa e Silva disse...

rs..rs..rs..

Viva P. B.

Tu podes não dizer, mas eu tenho de perguntar, cheio de curiosidade: afinal, para que servia a guilhotina? rs..rs..

Beijinhos

Jorge Pessoa e Silva disse...

rs..rs..rs..

Viva Joana

Não sei não, encomendas recebemos nós em todo o lado. E estas frases estão muito longe de serem as mais estranhas que já apanhei...rs..rs..

Tu tens direito aos créditos todos...rs..rs... principalmente depois de um disparate meu...rs..rs..

Beijocas

Jorge Pessoa e Silva disse...

Viva Shiu


Obrigado pela música. Boa semana para ti também.

beijinhos

Equilibrista disse...

LOL

Mas que raio escreverás tu no blog para estas pesquisas virem cá parar!!

Acho que muitos homens se devem ter contorcido =)

**

P.B. disse...

Vá, não é uma coisa de que me orgulhe muito, apesar de ter adorado o meu estágio, mas a guilhotina era utilizada para decapitar ratos, os quais usávamos nas investigações! Pelo tamanho dela era perfeita para decapitar o pénis do teu leitor!

Beijinhos

Jorge Pessoa e Silva disse...

rs..rs..rs..

Viva Equilibrista


Pois, eu também não percebo. E logo num blog que nem se mete em temas mais... coloridos...rs..rs...

E olha, eu pelo menos contorci-me...rs..rs..

Beijinhos

Jorge Pessoa e Silva disse...

Cruzes, P.B.

Com que intuito decapitavam os ratos? Eu não teria coragem... Acho que paralizava... Mas se foi em prol da ciência, ok... Alguém tem de ter sangue frio para essas situações

Beijinhos

**laura** disse...

Mas que pesquisas são estas? eheheheh
Olha, vendo a pesquisa nº2 lembrei-me daquela notícia de um fulano que foi parar ao hospital com 2 martelos nos intestinos...eheheh
Beijinhos

P.B. disse...

A área na qual eu estava a efectuar o meu estágio era neurologia, no estudo da dor. O intuito das decapitações era retirar o cérebro dos ratos para posteriormente os estudarmos, ao microscópio podíamos ver se a injecção que lhes tínhamos dado tinha sido dada no local que estávamos a estudar... Que saudades!
:)

Equilibrista disse...

Oh... estava a ler o que a P.B. escreveu, e lembrei-me que no meu primeiro ano da faculdade, ajudei num trabalho de investigação que tinha exactamente os mesmos princípios...
O pior é que a gente primeiro tinha que se habituar aos ratos para lhes podermos fazer uns testes, e depois matávamo-los!! Mas se isso te deixa mais feliz, a gente sedáva-os primeiros, eles não sentiam nada ;)

Jorge Pessoa e Silva disse...

rs..rs..

Viva Laura

Quem trabalha nas urgências de um hospital já viu tudo... Martelos, garrafas...rs.rs... O engraçado é que a maioria estava a sair do banho ou a trocar de roupa, caiu e... ops... rs..rs..

Beijocas

Jorge Pessoa e Silva disse...

rs..rs..rs.

P. B.


Consta que os ratos também sentem a tua falta...rs..rs..rs.. Mas não critico: faz-me confusão, porque não tinha estômago, mas aceito como trabalho cientificamente relevante


Beijinhos

Jorge Pessoa e Silva disse...

Equilibrista


Ainda bem que era assim. Mas isso não anula o principal entrave, no meu caso: absoluta falta de coragem e de estômago para decapitar o rato e estar a analisar-lhe o cérebro. Felizmente que há outras pessoas que têm coragem para estas e outras coisas.

Beijinhos