sábado, 27 de dezembro de 2008

A pior prenda do mundo




1 - Para mim, o Natal é sempre a somar: Família junta + prendas + alegria dos miúdos + 3kg na balança + rombo na conta bancária = Natal.

2 - Por aqui se percebe porque é que o Natal não pode ser todos os dias: haveria de chegar um em que não conseguia passar pela porta da rua, além de que não estou a ver os patrões a pagarem todos os meses o subsídio de Natal sendo… feriado todos os dias…

3 - Os meus filhos ficaram muito contentes com as prendas que receberam e desde já vos digo que depois de mãe e pai, a primeira grande verdade que fiz questão de ensinar à minha filha (e que ensinarei ao meu filho) é que o Pai Natal não existe. Aliás, perdoem-me se vou ferir a susceptibilidade de alguém, mas o Pai Natal é o maior chulo da história da humanidade… Mentira? Anda uma pessoa a poupar dinheiro, a gastar o que às vezes nem tem para comprar prendas aos miúdos e depois o mérito vai todo para o Pai Natal que não mexeu uma palha? Os agradecimentos devem ir para quem fez o sacrifício e pensou nos meus filhos.

4 – Para mais, a minha filhota já andava confusa… No infantário ensinaram-lhe que o Pai Natal aparecia na noite de 24 para 25 de Dezembro e descia pela chaminé. Mas ela ia na rua e achava estranhíssimo ver o Pai Natal há uma série de dias pendurado nas janelas das pessoas…. Ainda por cima o Pai Natal tinha muitos irmãos gémeos, tantos eram os pendurados à janela… Além do mais, andam os miúdos a estudar a roda dos alimentos na escola e o Pai Natal aparece com aquela barrigona? De certeza que não é de comer saladas e grelhados… Um mau exemplo, pois.

5 – Tal como esperava, meias aparece destacado como a pior prenda que alguém pode dar no Natal. Calculo eu, em especial se forem brancas e tiveram uma raquete… Mas tudo isto é relativo, pelo menos para os homens. Vejamos dois exemplos:

a) Se um homem, num balneário, por exemplo, vê passar um homem nu de meias brancas, ele não consegue ver mais nada do que as meias. E ri-se. E até se esquece de olhar, disfarçadamente, o tamanho do instrumento do outro para o eterno exercício masculino de comparação.

b) Se no mesmo balneário uma mulher passar nua com as mesmas meias brancas, nunca na vida ele vai reparar que a mulher tem… pés…

6 – De qualquer forma, eu estive a pensar e esqueci-me de colocar uma opção a votação. É que a pior prenda que alguém pode dar a outra pessoa é uma sanita…. Toda a gente se está a cagar para ela…

PS - Já a malinha que publico no post, após ter sido alertado para a sua existência no comentário que a Carla Sofia fez, pode dar algum jeito em situações de aperto... Dará?

38 comentários:

Carla Sofia disse...

Oh Jorginho, bom dia...
mas quem é que se lembra de oferecer uma sanita? Só tu para me fazeres rir.
Espreita aqui e vê se não é uma bela prenda, lol
http://blogbeta.uncovering.org/archives/2007/12/a_arte_de_acocorar.html

beijinhos

Equilibrista disse...

Ola Jorge =)

Eu concordo com a tua teoria de que se deve ensinar que o Pai Natal não existe!! Eu nunca (quer dizer, também andei uns tempos confusa, mas perante tantos argumentos de minha parte, lá me disseram que ele realmente não existia)acreditei no Pai Natal e não sou fui menos feliz por isso! Sempre soube que eram os meus pais a comprarem-me os meus presentes...
Ainda me lembro no infantário ter desmascarado as minhas educadoras, que é como quem diz, ter-lhes obrigado a confessar-me (mesmo tendo que prometer q não ia contar aos outros meninos) que o Pai Natal não existia, porque ele tinha lá aparecido com uns sapatos exactamente iguais aos que a educadora, que por sinal não estava la quando o pai Natal chegou, estava a usar naquele dia!! =p
E pronto, nem eu me escapei de receber meias =), mas pelo menos não tive, este ano, direito a chocolates com licor dentro!

Beijinho**

Jorge Pessoa e Silva disse...

rs..rs..rs..rs..rs..rs..

Viva Carlinha

Ora aí está uma prenda deveras original... rs..rs..rs... Vou copiar a imagem e colocar no post...rs...

Beijinhos

Jorge Pessoa e Silva disse...

rs..rs..rs..rs..rs..

Viva Equilibrista

Já decoraste os medicamentos todos? rs...rs... Cruzes, mulher, que sina... rs... rs... Olha, para me incentivar, eu comia um chocolate por cada medicamento que decorasse... Acabava o estudo com dez quilos a mais, mas com os medicamentos todos na ponta da língua, salvo seja... rs... rs...


Olha, depende das meias... rs... rs... Há umas, com ligas e tudo, que fazem as delícias de muito homem... rs... rs... rs... E, por motivos óbvios, recebi uma caixa de Ferrero Rocher e não me importei muito... rs... rs...

Por falar nisso... Onde coloquei a caixa?

A minha filha diz que a escondeu que só eu já tinha comido quase todos... rs... rs...

Beijinhos

Equilibrista disse...

Bem, todos não! Mas já foi mais de metade... (mesmo ainda tendo de rever tudo o que está para traz...), bem, eu não era por cada fármaco, mas por cada capitulo, eu comia um bombom... o problema é que eles já acabaram =/
Agora estou na fase dos antibióticos... e isto não é de todo pêra doce (mas adrenégico também me dá cabo do juízo!!).
Espero dia 5 de Janeiro sabe-los todos!!

**

Carla Sofia disse...

Jorginho
És tão querido...
beijinhos

Lize disse...

1 - ahah é mesmo, sempre a somar :P Não estou a ver nada a subtrair... só se for o trabalho, para alguns, porque para quem tem de cozinhar, limpar e comprar prendas... :P Não tanto assim.

2 - O Natal não pode mesmo ser todos os dias. Mas não tem de ser só no dia 24/25 :P Que é como quem diz, podem dar-se prendinhas noutras alturas do ano, juntar a família noutras alturas do ano. Mas Natal, é sempre Natal.

3 - Concordo plenamente :P Eu também disse ao meu irmão que o Papai Noel não existia já à uns aninhos. Ele ficou triste comigo... porque eu lhe tinha andado a mentir durante alguns anos... Mais uma razão para o Pai Natal ser algo dispensável :P E outra coisa, no dia 25 estive com uma menina com uns... menos de 2 anos, parece-me, e viu o tio com um chapéu de Pai Natal e pimbas, desatou a chorar. :P A pequena tem medo do Pai Natal. :P

4 - Exacto! Por isso é que quando eu tentei encontrar uns Pais Natais todos bons para o meu blog... não encontrei nada. Ophum...

5 - Também votei hoje nas meias :P É uma daquelas prendas baratuchas (normalmente) e nada sexys :P Meias andam nos pés, e pés não são sexys :P Ok, há quem ache, mas eu não tenho fetiches com isso ;P

a) Se uma mulher vê um homem nu a passar de meias brancas, vai primeiro olhar para as meias e pensar: "Que raio..."; depois olha para o resto e pensa, se for algo de jeito, "até que nem é mau... mas aquelas meias...". O resto da história vai depender do facto do moço a impressionar. :P Mas o factor "meias" vai estar sempre a jogar contra por mais Orlando Bloom que ele seja... (eheheheheh já revelei... :P)

b) Se uma mulher vir outra mulher a passar nua com as mesmas meias brancas, vai provavelmente pensar o mesmo que pensou do homem, mas faça lá ela o que fizer, não há nada que possa impressionar a outra o suficiente para que ela deixe de pensar nas horrendas meias brancas ;P

6 - Para quem está a construir uma casa, uma sanita pode dar jeito. Mas se me quiserem oferecer um jacuzzi, eu prefiro, não seja por isso :P

Ps - Eu acho que não. Estou "cuscuriosa". Para onde vai aquilo que vai parar à sanita... Hum?... :P


Beijocas, e obrigada pelo comentário no meu cantinho ;)

Jorge Pessoa e Silva disse...

Equilibrista

Vê as coisas pelo lado positivo: pior era teres de os provar todos para saber ao que sabem... rs...rs..rs... Cheira-me que ias fazer o exame com uma grande pancada... rs...rs..rs..rs..

Já agora, qual a diferença entre um antibiótico bactericida e um bacteriostático?

Quem é amigo? Até estou a estudar contigo... rs...rs..

Beijinho e força

Lize disse...

(Porque é que o meu comentário é sempre ou quase sempre o maior? xD)

Jorge Pessoa e Silva disse...

Carlinha

Beijinhos para ti também :-)

Jorge Pessoa e Silva disse...

rs..rs..rs..

Viva Lize

1 - No Natal é das alturas em que faço mais ginástica. Só de andar à procura de prendas... rs... rs... E o esforço de levar os bolos à boca? rs...rs..r.s.

2 - Claro, tens os casamentos, os baptizados, os aniversários, os... funerais...
Cruzes credo, não consigo estar três linhas sem dizer disparates... rs... rs..

3 - Olha que há muitas crianças com medo do pai Natal... Vistam o Noddy com um chapéu vermelho e as crianças vão adorar... rs..

4 - Mas olha que as mães natais não estavam nada mal... rs... rs...

5 - rs..rs..rs.. Orlando Bloom? Está certo... rs... rs...
De facto, homens e mulheres v^»em as meias de maneira um pouco diferente... rs... rs..

6 - Somos dois a preferir o jacuzzi... rs... rs... Banho turco também pode ser...rs...rs..

PS - Só de pensar que ia com a mala na rua e com o depósito cheio... rs... Cruzes.... O mais divertido era ser assaltado e o ladrão, ao abrir, levar com tudo em cima... rs... rs...

Beijocas, que é como quem diz, Big kisses

Jorge Pessoa e Silva disse...

rs..rs..rs..

Lize

Porque gostas de dar ao gatilho como eu... rs...rs..rs..rs..


Beijinho

Equilibrista disse...

Oh... que querido! =)

Um bactericida é aquele que vai "matar" a bactéria, através de processos que diferem de antibiótico para antibiótico, como é o caso das penicilinas que são bactericidas por se ligarem às PBP's e inibirem a produção da parede celular da bactéria. (o problema é que as marotas das bactérias criaram uma enzima chamada lactamases que degradam o anel beta lactamico das penicilinas antes mesmo delas poderem exercer as suas funções!)
Bacteriostaticos são os antibióticos que vão inibir o crescimento das bactérias e esperar que o nosso sistema imune as "mate", e nesse caso temos o exemplo das tetraciclinas, que se vão ligar à subunidade 30s dos ribossomas da bactéria (que é diferente dos ribossomas das células eucariontes!).
Acho que me entusiasmei um bocadinho! =p

P.S. - tendo em conta que eu falo em opiáceos, onde se insere a heroína, e nos canabinoides... parece-me que ia realmente com uma grande moca para o exame se tivesse que os experimentar todos =)

Já agora, é mais correcto dizer-se antibacteriano do que antibiótico =p.

Jorge Pessoa e Silva disse...

rs..rs..rs..rs..


Equilibrista


Em primeiro lugar, o meu dicionário agradece-te. Estava parado há algum tempo e a cada frase tive de o ir consultar... rs... rs...

Em segundo lugar, cada vez mais me orgulho das pessoas que comentam neste blog, que cada vez cumpre melhor o serviço público... Gostava de saber qual o blog de humor que se pode gabar de ter um verdadeiro tratado sobre antibiótico, quer dizer, antibacteriano... rs.... rs.... rs...

Sem ponta de ironia: obrigado. Beijinhos mil e muita, muita força...

P.B. disse...

Olá Jorge...

À tua soma de Natal na minha só tenho mesmo acrescentar uma gripe...
Quanto à história do Pai Natal ser um chulo até concordo, fica sempre com os louros e nós é que gastamos o dinheiro todo... não está nada certo!
Eu desde pequenina que sabia que o Pai Natal não existia , primeiro porque reconhecia sempre o meu tio atrás das barbas falsas e depois porque ia, com a minha irmã procurar as prendas que os meus pais nos iam dar uns dias antes do Natal...


Beijinhos

Equilibrista disse...

Oh... =)

Se tivesse aqui os chocolates ia comer um agora =)

Já agora, e já que estamos numa fase didactica ;), aproveito para pedir encarecidamente as leitores deste blog que tomem SEMPRE os antibióticos (ou antimicrobianos =)) até ao fim!! Assim evitam-se as resistências... o que é bom para todos, principalmente para gerações vindouras que não se terão de defrontar com problemas como: "ah e tal, até se podia dar o antibiotico x, que antigamente funcionava mas para esse elas já criaram resistência, então dá-se o y, mas 60% também já são resistentes, e portanto em último caso da-se o z, que para este a percentagem de resistências é baixa ainda" (e este ainda é que preocupa!!)

E vês... estas são as maravilhosas frases que estão no meu livro de farmacologia, e eu chego ao fim e pergunto-me:
"Porra, porque é que não dizem logo para dar o antibiótico z... era muito mais fácil, não?"

Obrigada, eu vou aguentar-me, e o pior que me pode acontecer é chumbar à cadeira... há coisas bem piores, e de uma coisa eu tenho a certeza, dei o melhor que podia!

Equilibrista disse...

Ah... e esqueci-me de dizer que quem agradece aqui sou eu... por dares-me a oportunidade de rir e sorrir tantas vezes mesmo em alturas em que parece impossível que algum esboço de sorriso surja na minha cara!
E ainda me permites que eu aplique os meus conhecimentos, e descontraia nos intervalos entre o estudo... =)

Ricardo disse...

Acho que a pior prenda que me podiam dár, era o Socrates permanecer no governo por mais alguns anos...

Abraço

Attitude Problem disse...

«... é que o Pai Natal não existe. Aliás, perdoem-me se vou ferir a susceptibilidade de alguém, mas o Pai Natal é o maior chulo da história da humanidade… Mentira? Anda uma pessoa a poupar dinheiro, a gastar o que às vezes nem tem para comprar prendas aos miúdos e depois o mérito vai todo para o Pai Natal que não mexeu uma palha?»


. . .
Eu sabia que mais tarde ou mais cedo irias perceber a minha escolha na personalidade do sapato... :)))


BOAS FESTAS!
Um beijo...

Jorge Pessoa e Silva disse...

Viva P.B.

Cá em casa só escapei eu, por enquanto... O resto, está tudo de molho, cruzes...

Menina esperta que tu eras... rs... rs... rs... Deixa estar, pelo menos o teu tio devia divertir-se... rs... rs... rs...

Beijinhos

Jorge Pessoa e Silva disse...

Equilibrista

Se deste o melhor de ti podes ter a certeza que vais fazer a cadeira e com boa nota.

E, de facto, assusta-me é que um dia já não haja abecedário para inventar um antibiótico que, de facto, cumpra o seu papel. Olha, os meus filhos estão agora o tomar o Bactrim (será assim que se escreve?) e redobrarei de atenção para que seja tomado até ao fim.

Beijinho

Jorge Pessoa e Silva disse...

Equilibrista

Deveria haver um remédio que pusesse toda a gente a rir e bem disposta... Quer dizer, se calhar já há produtos químicos para isso... rs... rs... rs... Mas tu percebes... rs... rs...

Beijocas, vê é se não trocas nenhum dos disparates que escrevo pelo que tens de responder no exame... rs... rs..

Beijocas

Jorge Pessoa e Silva disse...

Viva Ricardo


Não era grande prenda, não senhor... Mas bolas, a gente olha para a montra e não consegue ficar entusiasmado com as alternativas... Eu continuo a achar que deveríamos fundar um partido e concorrer às legislativas. Não para ser o melhor Governo de sempre, mas para ser o mais divertido. E acho que isso bastava para combater mais eficazmente a crise... rs... rs...rs..

Abraço

Jorge Pessoa e Silva disse...

Viva Attitude Problem

O nick que escolheste é um sinal. E eu gosto de pessoas com "attitude problem", por norma mais atitude do que problema, resultando este, em muitos caos, não sei se o teu, de um misto de frontalidade e incapacidade dos outros perceberem as diferenças.

As tuas escolhas não só as posso perceber como aceitar. Porque fazer escolhas é desde logo das coisas mais complicadas do ser humano.

Beijinhos

(Isto saiu muito sério, não foi...rs..rs...rs..)

Equilibrista disse...

Eu não sei o nome dos medicamentos pelo nome comercial... mas pelo principio activo... isso é q era lixar-me a vida!! Era marcas e mais marquinhas... Mas segundo o meu livro isso é Cotrimetaxole (e esses ainda não estudei =p)!!
**

Jorge Pessoa e Silva disse...

rs..rs..rs..

Equilibrista

Cotrimetaxole? Cruzes, as coisas que eu aprendo...rs..rs...

O princípio activo que eu estava a pensar para pôr as pessoas a rir era mais um... alucinógeno... rs...., mas o Cotrimetaxole também serve...rs... Olha, só de pronunciar o nome já me estou a rir...rs..rs...rs..

Já agora, o direito a não teres de decorar isso tudo que vai mudar dentro de anos não pode ser considerado um «princípio activo»? rs...rs...rs..


Beijinhos

Equilibrista disse...

Devia mesmo!!

Bem, nós temos as nossas formas de, em algumas situações, decorar alguns nomes...

http://parvotodososdias.blogspot.com/2007/05/cromomicose.html

Aqui tens uma dessas formas, que faz verdadeiros milagres, de um amigo meu... para te rires mais um bocadinho com os nomes parvos que temos mesmo de saber...

Acho que te desmancharias de tanto rir então se visses o meu glossarios com os nomes todos =)

Filipa Sousa disse...

Ai como eu tinha saudades destes momentos.
A tua inspiração meu amigo, ultrapassa o imaginario de qualquer um.
Olha já eu até tarde quis que a minha filhota acreditasse no pai natal, mas algum xibo na escola dela, fez questão de desmascarar a magia, masssss, como tu bem dizes e vendo a coisa friamente, "ele" ficava com muitos louros á minha custa e á custa de quem investe nas prendas para a minha princesa.

Meu amigo espero que tenhas tido um santo Natal junto da tua familia.

Bjssssssssss

Xano disse...

Desculpa amigo Joca, mas estou contra o bota-abaixo da meia que promoves neste espaço. Eu GOSTO de receber meias e cuecas no Natal, até porque fazem sempre falta. Esqueceste-te, por outro lado, dos bibelôs em geral, isso sim, um pesadelo de qualquer dono de casa! (e por isso votei em peças de loiça) Tenho dito

Jorge Pessoa e Silva disse...

Equilibrista

Olha, eu tentei ir ao endereço que me deste, mas aparece o aviso a dizer que a página já não existe :-/

Mas confio em ti.Esse Glossário deve ser de rir. Vou ver se me inspiro para um post em que as pessoas apenas identifiquem uma em cada dez palavras que escreva... rs... rs...

Jorge Pessoa e Silva disse...

rs..rs...rs..

Viva Filipa

A tua filha tinha colegas sensatos... rs... rs... Por que carga de água é que o Pai Natal haveria de ficar com os louros do teu trabalho. E tu, que trabalhas muito...

Amiga, gostei de te rever. Que 2009 te traga a recompensa do teu esforço.

Beijinhos

Jorge Pessoa e Silva disse...

rs..rs..rs..

Viva Xano

Sabes que eu tenho um problema de personalidade: algures na minha infância e adolescência recusei crescer... rs... rs... Ainda sou do tempo em que os miúdos diziam que «roupa não é prenda». Em que, devido às maiores dificuldades financeiras, o Natal era mesmo a única altura do ano em que ousava receber algo que me estava vedado o ano inteiro. E aconteceu, seguramente, com a maioria das crianças... Meias tinha eu quando fosse preciso, compradas na feira, ao quilo, baratinhas e de gosto duvidoso... rs... rs... rs...

Mas estou de acordo com o que dizes dos bibelôs... rs... rs... As meias ainda dá para as usar, agora alguns bibelôs só são divertidos para fazer lançamento... pela janela fora. Lá está, estou a ser criança outra vez... rs... rs...

Abração

provocação disse...

Aquela mala só era a pior prenda do mundo se:
a) viesse sem papel higiénico.
b) já tivesse sido usada antes de ser oferecida
c) se não desse para fechar outra vez.

Tirando isso acho que o jornal podia ser substituido por uma revista cor-de-rosa para dar mais inspiração ao momento...

JDS disse...

Já percebi que o Natal foi uma animação, como não podia deixar de ser. Desejo-te um feliz 2009 =)

Jorge Pessoa e Silva disse...

rs..rs..rs..rs..rs..

Viva Provocação

Inspiração ao momento? E porque não revistas de outras cores... rs... rs... rs...

Olha, quem não andava com a mala na mão, depois de ser usada, era eu... rs... rs... rs...

Beijinhos

Jorge Pessoa e Silva disse...

VIVA JOANA


Mesmo quando as coisas parecem não estar a correr bem, há que animá-las um pouco. Afinal, isto é um modo de vida... rs... rs... rs...

Que ver-te de novo por aqui.

Beijinhos

Afrodite disse...

Todas as prendas são boas quando oferecidas de boa vontade :). Eu agradeço todas, se não gosto acabo por a despachar mais tarde para não ferir susceptibilidades :). A mim dava jeito a mala, excusava de ir à casa de banho...às vezes sem tempo esqueço-me de lá ir, assim abria a pastinha e tau...no local ehehehhhe!

Abreijinhos e BOMMM ANOOOOOOOOOOO NOVOOOOOOOOOOOOOOO.

Jorge Pessoa e Silva disse...

rs...rs...rs...

Viva Afrodite

Abrias no local? rs... rs.... Bem, depende do local... rs... rs... rs...

Eu faço o mesmo em relação às prendas. Aliás, felizmente já entrei na fase em que dar me dá mais gozo do que receber... Bem, depende da oferta... rs... rs...

Beijinhos e BOOOOMMMM ANOOOO para ti também...

Beijocas